Como organizar uma viagem internacional?7 min read

Confira dicas para organizar e planejar sua viagem internacional!

Acho que o sonho de todo viajante é conhecer cada cantinho desse mundão. E caso você tenha a oportunidade de fazer uma viagem internacional saiba de algumas coisinhas antes de colocar a mochila nas costas. 🙂

Sonhar com o destino é um dos momentos mais legais no planejamento. Pensando nisso, separamos alguns itens fundamentais para que você possa relaxar tranquilxs na hora do embarque e, assim, curtir muito sua viagem!

 

 

1 – Destino

Pode parecer clichê mas você precisa decidir bem seu destino. Para isso, pense nas seguintes questões: é uma viagem de férias? Quanto tempo você ficará no país? Quanto eu posso gastar? Isso é importante para você também definir os passeios, guardar dinheiro para compras e decidir a melhor acomodação. Uma dica é pensar nos fatores climáticos e períodos da viagem. Por exemplo, se você planejou brincar na neve não adianta ir em época de verão, não é mesmo? Por isso organizar seu destino, com certeza, deve ser o primeiro item de qualquer lista de viagem.

GPS Ligado - Viagem internacional

Foto: The Travel Magazine

2 – Documentos e seguros

Para viagem internacional, você precisa estar atento se o seu destino exige visto ou outros documentos para entrar no país, ok? Além disso, tenha sempre o passaporte válido para ida e volta da sua viagem. Para saber mais sobre emissão de passaporte e outras informações, clique aqui.

Uma dica importante é levar uma cópia autenticada de todos os seus documentos, passagens e até as informações da sua hospedagem. Em algumas ocasiões, a imigração do aeroporto pode perguntar aonde você ficará durante sua viagem e creio que não é bacana esquecer essa info. Portanto, ter cópias e, é claro, os documentos originais sempre com a sua devida validade são importantíssimos. Na Europa, por exemplo, você precisa comprovar que possui uma quantia xxx de euros para entrar no país, mesmo que seja apenas por lazer.

 

Leia também:

 

Também é importante que você tenha um seguro de viagem. Imagine você tendo um piriri nos Estados Unidos? Agora imagine o preço da conta de hospital que você terá que pagar caso não tenha o seguro. Você precisa ter em mente que não há como saber quando irá passar mal. Verifique também se há necessidade em tomar alguma vacina para entrar no país. Caso precise, não esqueça de levar sua carteirinha de vacinação.

Por isso você pode contratar o seguro diretamente com seu banco, agência de viagem que você está utilizando para finalizar sua viagem, ou optar por empresas como Mondial Assistence e Allianz. Pode ser um dinheiro a mais para gastar, mas vale pensar na conta exorbitante de um médico em outro país.

GPS Ligado - Viagem internacional

Foto: Nova Turismo e Evento

3 – Transporte

Antes de começar, o primeiro investimento de transporte é a passagem de avião. Portanto, “stalkeie” todos os sites de companhias aéreas e sites que buscam promoções de viagens internacionais. Você pode utilizar o Decolar.com, Melhores Destinos e GoogleFligths para acompanhar os preços e descontos.

 

Leia também:

 

Já no país que você está viajando utilize os transportes mais conhecidos, como metrô ou ônibus. Na Europa, por exemplo, você pode conhecer outras regiões utilizando o trem, por um preço mais em conta! Bacana, né? Em Londres, você pode utilizar o grandão e vermelho, o famoso “ônibus de dois andares”, Routemaster. Já em Nova York, a melhor forma de se locomover é utilizando o metrô. Portanto, compre seu MetroCard e divirta-se! 🙂

 

GPS Ligado - Viagem internacional

Foto: Vou na Janela

4 – Acomodação

Onde você pretende se hospedar? Veja qual tipo de acomodação será mais favorável para você! Seja Airbnb, hostel ou hotel, procure sempre a melhor opção de valores e benefícios. Por exemplo, veja se no ambiente tem wi-fi, refeições como café da manhã e em caso de hostel, se há armários para colocar seus pertences.

 

Leia também:

 

Caso você tenha interesse em viajar para várias cidades, opte por um hostel para economizar dinheiro, além de ser uma forma de conhecer novas pessoas e culturas. Se você ficará mais de 20 dias em um lugar o ideal é ficar em um hotel ou Airbnb. Um exemplo para o Airbnb é a liberdade em utilizar as áreas comuns. Você poderá usar a cozinha e, assim, economizar nas refeições, preparando os lanches para passeios ou almoço em casa.

O importante é fazer diversos orçamentos dos tipos de acomodação e escolher a que mais se encaixa na sua viagem e condição financeira.

GPS Ligado - Viagem internacional

Foto: Em Alta

5 – Roteiro

Escolhido o destino, a parte mais legal é definir o roteiro. Se você vai fazer compras, tour pelos pontos turísticos ou conhecer vários restaurantes, é importante decidir tudinho.

Você pode fazer um roteiro por dia, por exemplo, para ficar mais fácil na hora de planejar os gastos também e não deixar nenhum lugar para trás. Caso você fique bastante tempo, separe os destinos por localização.

Por exemplo: na segunda-feira, você pode visitar um ponto turístico, como museu. Não esqueça de verificar horários e preços, tá? Geralmente perto de lugares movimentados há ótimos restaurantes que você também pode visitar. Se houver alguma rua bonitinha ou um outro ponto turístico por perto, você pode visitá-lo também. Então, pesquise bastante!

O bom é fazer o roteiro conforme os dias da semana porque você não se perde e não deixa nenhum lugar que deseja visitar de fora. Pesquise também qual é a melhor forma de locomoção para chegar nos lugares, viu? O TripAdvisor é ótimo para você decidir os lugares que deseja ir. Lá você irá encontrar avaliações de pessoas que já visitaram os lugares da cidade ou país da sua viagem.

 

Leia também:

 

GPS Ligado - Viagem internacional

Foto: Lili’s Place

6 – Dinheiro

Assim como ficar atentx nas ofertas de passagens aéreas e hotéis, você precisa ficar de olho na cotação da moeda do país de destino. Mesmo antes da viagem é necessário acompanhar o preço para que você esteja por dentro dos valores que irá encontrar pela frente. Aproveite as quedas do dólar/euro para comprar aos poucos a moeda e assim ir juntando para a viagem.

Não esqueça de desbloquear seu cartão de crédito internacional. Mesmo levando uma quantidade boa de dindin, é importante se precaver nesse fator. Por isso, avise seu gerente do banco sua localização e por quantos dias ficará por lá, assim não gera desconfianças. Imagine você comendo um belo croissant em Paris e seu gerente liga achando que seu cartão foi clonado. É bom evitar. 😉

Uma forma de economizar é levar dinheiro estimado com o que você pretende gastar. Se você vai gastar com o transporte e comida por dia, faça uma conta básica de quanto isso ficaria. Porém, não pense em levar um valor muito certinho. Vai que a conta do restaurante dê a mais? Fora que alguns lugares você precisará dar a famosa tip.

GPS Ligado - Viagem internacional

 

Essas dicas são o básico para começar a planejar sua viagem internacional! Deixe nos comentários o que você costuma fazer para deixar sua viagem ainda mais incrível! ✈

 

Foto de destaque: Chata de Galocha

Quer receber as nossas dicas?

Bora colocar os dados aqui embaixo. 😉

 

Juliana Oliveira
Pode me chamar de Joleana. :)
Jovem padawan com 23 anos de pura "nerdice". Publicitária e designer apaixonada por filmes, séries, fotografia, música e gatíneos.
Juliana Oliveira on BehanceJuliana Oliveira on InstagramJuliana Oliveira on LinkedinJuliana Oliveira on PinterestJuliana Oliveira on Twitter